O Projeto é a mudança em si que intenciona realizar.


As organizações querem novos produtos, novos serviços ou resultados exclusivos para continuarem competitivas e melhorarem o valor percebido pelos clientes.


Acontece que nessa realidade líquida, onde o fator tempo escorre pelas mãos, agregar valor é um dos objetivos mais desafiadores.


No entanto, além do prazo, temos a limitação do orçamento que é normalmente inferior ao escopo que pretender apoiar.


Fazer mais com menos.


Às vezes parece que não há racional que sustente tamanha audácia em querer entregar um escopo nessas condições de tempo e investimento.


Destaca-se, ainda, que há uma enorme controvérsia sobre qual é o drive mais impactante no escopo dos Projetos nos dias atuais: tempo ou investimento?


Mas, vamos deixar às polêmicas à parte.


Só nos resta concluir que o cobertor do escopo é curto mesmo e que o dragão tem duas cabeças (prazo e orçamento).


Logo, a expressão fazer acontecer é amplamente aplicada em projetos!


Por que será?


Enfim, os projetos possuem determinadas limitações... sem falar de outros aspectos como a qualidade, os recursos humanos, as aquisições (mas não se limitam a essas) que demandam criatividade para o tal fazer acontecer.


Como realizar o projeto nestas condições?


Inovar no método, na técnica, na simplicidade, na atitude. Não tentar abraçar o mundo mas priorizar.


Até mesmo porque realizar um projeto com restrições faz bem a saúde profissional. Deixa você mais atento, esperto e agil. A necessidade é mestre e guia de se buscar soluções inovadoras e criativas.


Mas é recomendável estar aberto e ser flexível a mudanças e conforme a necessidade deixar de seguir o book!


Soma-se também que há um campo de incertezas nesta linha de tempo que são as premissas (afirmações realizadas para efeito de planejamento tomadas como verdades).


E para ficarmos ainda mais alertas há uma probabilidade dessas premissas (fortes candidatos a riscos) e de outros eventos incertos (riscos) desviarem a execução do planejado anteriormente.


Curiosamente, tanto as restrições quanto as premissas serão conhecidas ou reconhecidas ao longo do Projeto que é o resultado da elaboração progressiva do mesmo.


Portanto, é fundamental que o Projeto seja de fato uma mudança na organização.


Porém, também, é essencial que ele o Projeto seja a mudança que tanto intenciona realizar.


Esta dinâmica de mudanças condiciona todo e qualquer profissional a aceitar as mudanças (não de escopo, de tempo ou orçamento) e tentar fazer diferente.


A resposta prática e efetiva a estes desafios é realizar o projeto dinamicamente buscando um alinhamento constante aos fatores de tempo e orçamento que o impactam.


É uma tarefa árdua que exige mudanças o tempo todo, inclusive de atitude!


Fonte: Phins* Projetos

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey LinkedIn Icon

Redes sociais

Phins*

Telefone: ( +55 11 ) 3254 7507

E-mail:  contato@phins.com.br  

© Phins - Todos os direitos reservados.