Desconstrução do Projeto.


O cliente aceitou o produto, o serviço ou resultado exclusivo.


Ao final desta etapa, tratamos de encerrar o projeto finalizando as pendências para evitar que “brotem do chão” retrabalhos. Pois se o Projeto não for encerrado formalmente, o "taxímetro" continuará rodando. Apressadamente, vamos logo consolidando as lições aprendidas durante o percurso.

Neste momento, talvez possamos efetuar uma desconstrução do projeto...E ao contrário da sugestão fonética não tem nada a ver com destruir.


Desconstruir é decompor. Separar as partes do projeto realizado.


Enfim poderemos isolar os caminhos, as definições, as interrupções, os custos, os riscos... A equipe.


Criamos um universo de conhecimento e experiência em função de escolhas e alternativas que nos conduzem ao resultado que atingimos. São camadas de experiência que se formam e se solidificam. A nossa impressão digital esta lá. Fato!

O “como” foi realizado e possui um caminho diferente do “como” foi imaginado, mas os objetivos do projeto foram cumpridos. Como assim? Alterar o trajeto não deve alterar o objetivo.


São adaptações. colocando a equipe do projeto a prova diante destes acontecimentos. Portanto, ao decompor um projeto você pode isolar e materializar as conexões de relacionamento ou de escolhas e vai percebendo em que momento o projeto escolheu o caminho do sucesso.


São detalhes sutis que sugerem novos insights. Novas possibilidades!


O que resta após a desconstrução do projeto realizado?


Como poderíamos reconstruí-lo?


Por favor, chama a equipe de volta que possui a memória técnica.


É o fator humano como diferencial!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey LinkedIn Icon

Redes sociais

Phins*

Telefone: ( +55 11 ) 3254 7507

E-mail:  contato@phins.com.br  

© Phins - Todos os direitos reservados.